Por que Amamentar?

Para este gesto de Amor, o casal precisa acreditar no ato de Amamentar. É importante que ambos conheçam a importância do ato, as transformações no corpo da mulher e as mudanças que ocorrem. O leite materno é o melhor alimento para a criança em seus primeiros dias de vida. E deve ser exclusivo desde o nascimento até os 6 meses, quando inicia-se a administração dos alimentos aos poucos.

São inúmeras as vantagens do Aleitamento Materno:

Para a mãe, ela se beneficiará com a involução uterina após o parto; redução de seu peso corporal; redução da probabilidade de câncer de mama; e maior ligação física, psicológica e afetiva com seu bebê;

Para os bebês, eles estarão protegidos contra doenças infecciosas, alérgicas, neoplasias, desnutrição, problemas motores e orais; e maior ligação física, psicológica e afetiva com a mamãe;

Para a família, maior economia e união entre pais e filhos.

O leite materno apresenta algumas classificações:

Colostro: consiste na primeira secreção das glândulas mamárias, na primeira semana pós-parto. Tem cor amarelada, cheiro forte e pegajoso. É o mais importante e rico para a criança, conhecido como uma vacina para o bebê, onde a mamãe imunizará seu bebê contra doenças e o fortalecerá para receber seu primeiro alimento.

Leite de Transição: Contém alto teor de proteínas, maior lactose, vitaminas, minerais e gordura. Começa a deixar a aparência amarelada e grossa, pela coloração branca e mais fina.

Leite Maduro: É branquinho, contém todos os elementos de proteção contra infecções e os nutrientes necessários para o crescimento e desenvolvimento da criança.

Leite do final: Apresenta mais gordura.

Como funcionam as Mamas?

O estímulo da sucção do bebê, faz com que o cérebro libere prolactina e ocitocina, produzindo e liberando o leite. É a sucção pelo bebê que estimulará a produção e manterá esta produção de leite.

Nos primeiros dias pós-parto as mamas produzem somente o colostro. Do 2º dia até o 6º dia pode ocorrer a APOJADURA (descida do leite). Onde as mamas ficam quentes, dobram de tamanho, ficam doloridas e endurecidas. Em alguns casos, do 7º ao 10º dia, a produção de leite ainda é superior à necessidade do bebê, o que pode levar ao aparecimento de traumas e problemas com as mamas. Como ingurgitamento mamário e traumas nos mamilos.

Como cuidar das mamas?

Na gestação, não utilize cremes/óleos hidratantes nos mamilos, somente na pele da mama, mamilos Não! Exponha seus mamilos ao sol diariamente.

No pós-parto, ofereça o peito ao bebê assim que o receber, este simples ato já estimula a produção e aumento o laço afetivo; lave as mãos com água e sabão após a troca de fraldas, antes de amamentar ou tocar as mamas; Não limpe seus mamilos com nenhum produto, o banho diário e sutiã já é suficiente; massageie e ordenhe suas mamas antes de amamentar; Posicione corretamente seu bebê para mamar.

Qual a posição correta para amamentar?

O bebê deve ser colocado com o corpo ereto, leve o bebê até sua mama, e não a mama ao bebê;

A barriga da mamãe deve ficar de frente para a barriga do bebê;

A cabeça do bebê deve apoiar-se na articulação do braço com antebraço da mamãe;

O bebê deve abocanhar toda a aréola ou grande parte dela. o queixinho dele deve encostar na mama da mamãe;

Os lábios do bebê devem ficar para fora, tipo boquinha de peixe;

Para retirar o bebê da mama da mamãe, introduza seu dedo mínimo no cantinho da boca do bebê, delicadamente;

Não deixe que outra mulher amamente seu bebê!

Ingurgitamento mamário consiste num dos principais e usuais problemas da amamentação. Necessita de assistência rápida e de profissional qualificado para prevenir mastites, rachadura dos mamilos, diminuição da produção de leite e o desmame precoce. Sintomas: aumento do volume das mamas, dor, calor, vermelhidão, endurecimento pontuais ou generalizado da mama. O que fazer? procure seu obstetra, enfermeira especialista em amamentação ou alguém do banco de leite. Mantenha-se calma; use sutiã adequado e corretamente para manter firme e suspensas as mamas; massageie e ordenhe a região da aréola antes de amamentar; posicione corretamente seu bebê; Amamente sempre; Não use calor sobre as mamas, pois isto aumenta a produção e o ingurgitamento.

Os traumas mamilares consistem nas rachaduras dos mamilos. Neste caso não use compressa quente/fria; Alterne a posição de amamentar; Massageie a região areolar com a ponta dos dedos indicador e médio em movimentos circulares; Deixe as mamas pegarem sol e arejadas; Não use cremes; verifique a pega de seu bebê se está correta; use concha de proteção até a cura.

Mastite processo inflamatório agudo que pode aparecer na 2ª ou 3ª semana pós-parto. Sintomas: Nódulo duro e vermelhidão nas mamas, febre, calafrios, cafaleia, mal estar e falta de apetite. Procure urgentemente seu médico; mantenha a amamentação sob livre demanda e massageando sempre as mamas.

Tempo de mamada: varia de bebê para bebê. Você com o tempo perceberá quando seu anjinho estará satisfeito, porém em média, de 15 a 20 minutos é a duração de uma mamada. e no máximo 50minutos.

Amamente bastante num peito, em seguida ponha o bebê para arrotar. Na próxima mamada, ofereça a outra mama, da mesma forma.

Em geral, a capacidade de mamar do bebê, fica em torno de 30ml por kg de peso. Podendo variar de criança para criança, isto é só uma base, média.

Cólicas – há uma verdadeira “celeuma” sobre este assunto também. Há quem diga que o problema está no ambiente e não na alimentação da mãe. Enfim,….

Em média, o bebê perde até 10% do seu peso ao nascer. Mas deve recuperar em 10 dias esta perda.

Os bebês podem defecar até 08 vezes ao dia ou até passar 07 dias sem o fazer, ainda é considerado normal.

Para saber se você está amamentando bem, observe se seu bebê dorme bem, o intestino dele funciona bem, e se faz xixi de 05 a 06 vezes ao dia. Isto tudo é um parâmetro, e não uma verdade absoluta, engessada. Ninguém melhor que você, mamãe, para saber se seu bebê está bem, saudável e satisfeito.

Lembre-se: Ansiedade, cansaço, dor, nervosismo prejudicam a produção do leite. Por isso, mantenha-se calma e num ambiente tranquilo, saudável e amoroso.

A massagem das mamas deve ser sempre com os dedos indicadores e médio, em movimentos circulares, no sentido da aréola subindo pela mama, se necessário até embaixo das axilas se houver glândulas ingurgitadas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s